SOBRE A UMF

A União Missionária Franciscana é uma associação de fiéis que tem como finalidade principal ajudar os cristãos a descobrir e realizar a sua vocação missionária, levando-os a viver em comunhão com os povos mais carenciados, particularmente com os que vivem nos chamados «países de missão».
Sob o impulso do Espírito Santo, São Francisco encontrou no Evangelho a dimensão missionária da sua Ordem, tendo sido o primeiro entre os Fundadores de Ordens, a incorporar na Regra o ministério missionário entre os não-cristãos. Foi também o primeiro arauto, entre os Fundadores, a levar a Fé para além fronteiras da Europa, enviando os seus frades pelo mundo inteiro.
Os Frades Menores, seguindo a doutrina e o exemplo do Seráfico Fundador, dirigiram-se aos mais diversos povos através dos séculos para lhes anunciarem o Evangelho e construírem entre eles a Igreja, frequentemente com a colaboração de benfeitores de qualquer estado e condição, por vezes mesmo não-cristãos.
Desde o sec. XIX, o zelo pelas missões adquiriu novo incremento e várias associações nasceram em diversos lugares, em especial a partir do ano de 1907, sobretudo na Holanda, França e Alemanha, para apoiar, com orações e obras, o trabalho dos Frades Menores. Destas associações sobressai em Portugal a "União Missionária Franciscana" - UMF -nascida na Holanda, em fins do séc. XIX, abençoada e indulgenciada em 1907 por Pio X e em 1922 por Pio XI, ano em que foi introduzida em Portugal, sendo de bom grado acolhida pelo Episcopado Português, com votos para que se expandisse em suas dioceses. Introduzida em Portugal pelo P. José Alves Pereira, tornou-se assim a obra de auxílio às Missões mais antiga em Portugal.
É um movimento de âmbito universal, implantado nas diversas comunidades franciscanas, de maneira a irradiar pelo mundo fora o espírito missionário haurido em S. Francisco de Assis, o primeiro, entre os fundadores de Ordens Religiosas, a incluir na sua Regra um capítulo com orientações práticas destinadas àqueles que desejassem seguir para terras de missão. Mas também é considerado um movimento eclesial, com o objectivo de ajudar a conhecer e a amar o apostolado dos Missionários Franciscanos e auxiliar a sua acção, sobretudo pela oração, pelo encaminhamento vocacional à vida missionária franciscana e pela partilha de bens materiais. Sendo um meio vital da Ordem Franciscana, apresenta-se como instrumento e auxílio para os que partilham a dedicação e o trabalho da evangelização missionária. Inspirada por S. Francisco, “homem católico e apostólico”, e sob o patrocínio de Santo António de Lisboa, multiplicam-se os homens “da paz e do bem” e difundem-se por toda a Igreja as “odoríficas palavras do Senhor”.